quarta-feira, 22 de março de 2017

OS CONCURSOS DE 2017

A instabilidade política e recessão financeira vivida pelo Brasil vêm causando desconfiança em muitos concurseiros no que diz respeito à realização de certames públicos neste ano.

Apreensão não muito diferente da provocada pelo anúncio de cortes no orçamento do Governo Federal ainda em 2015. Ou ainda pelas incertezas surgidas com a divulgação da PEC 241/2016, que propôs controlar o aumento de despesas por até 20 anos. Notícias divulgadas de forma precipitada sobre o universo dos concursos costumam assustar os candidatos desatentos e impulsivos que buscam vagas no serviço público. 
No entanto, quem possui experiência na área e conhece bem o mercado sabe da necessidade constante de novos profissionais no quadro efetivo do funcionalismo público. E para quem mantém um ritmo de preparação adequado, sempre haverá novos desafios e vagas a serem conquistadas.

Contrariando as perspectivas negativas, o ano de 2017 já começou com boas oportunidades na área jurídica e também para tribunais. Há opções de nível médio e superior tanto na esfera estadual quanto federal. 
Logo no início de janeiro, o Ministério Público de Minas Gerais publicou edital de concurso para promotor de justiça substituto. A seleção conta com 40 vagas e remuneração superior a R$ 26 mil. A prova objetiva está marcada para 2 de abril. 
A Defensoria Pública do Estado do Paraná publicou, em fevereiro, edital com 13 vagas para o cargo de defensor público. Os aprovados serão remunerados em R$ 14.294,12 mais benefícios.
Nas vésperas do Carnaval, foi anunciado o concurso do Ministério Público do Rio Grande do Norte. O certame oferece 32 vagas para os cargos de técnico administrativo e analista em diferentes especialidades. As inscrições estão abertas até 11 de abril e as provas serão aplicadas em 7 de maio de 2017.
Outra boa notícia foram as 100 vagas abertas pelo Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR). As oportunidades são para técnico judiciário, com exigência de nível médio, com remuneração inicial de R$ 5.516,51, mais auxílios.
Além desses, também estão em andamento os concursos para Cartório do Rio de Janeiro, Promotor do MPRS, Procurador do Município de Fortaleza, Juiz do TRF da 2ª Região, Técnico e Analista do TRE/PE, entre outros.
Estamos apenas no primeiro trimestre do ano de 2017. E já deu para perceber que haverá sim concursos públicos neste ano. E as oportunidades não param por aqui. Há expectativa de outros lançamentos de certames e abertura de mais vagas para diferentes cargos e carreiras.
Entre as seleções previstas, podemos citar o Ministério Público do Trabalho (MPT). O órgão publicou na edição do Diário Oficial da União a autorização para abertura do 20° concurso público de provas e títulos para o ingresso na carreira de procurador. Com a aprovação, o edital de certame não deve demorar a ser divulgado.


Outra oportunidade à vista é concurso do Ministério Público da União (MPU). A comissão responsável pelos trâmites para a  escolha da banca organizadora e dos detalhes para a divulgação do edital já foi divulgada. A Lei Orçamentária Anual 2017 já previa a contratação de 681 novos servidores para o MPU. Além disso, existem 1.762 cargos vagos no órgão. O certame deve oferecer oportunidades para os cargos de analista e técnico.
Cresce também a expectativa para o concurso do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), com jurisdição nos estados do Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe. Segundo o texto base da LOA, está prevista a realização de concurso público em 2017 para os cargos de técnico judiciário, analista judiciário e juiz federal substituto.
Além da validade do último certame do Tribunal de Justiça de São Paulo expirar em maio deste ano, o que reforça a necessidade de novo certame, o presidente do órgão confirmou a intenção de lançar edital em breve para o cargo de escrevente. O último concurso TJSP para escrevente foi realizado em 2014, pela Fundação Vunesp, para as comarcas da 1ª Região Administrativa, que engloba capital e região metropolitana. Com oferta inicial de 471 vagas, o certame convocou 1.711 aprovados. Mais de três vezes a oferta inicial! 
Diante deste cenário promissor, resta ao candidato manter o ritmo de estudos e não se deixar abalar por boatos e perspectivas negativas sobre a oferta de concursos. A preparação antecipada e contínua ainda é a melhor maneira de estudar para certames e conquistar a tão sonhada aprovação. Seja neste, ou nos próximos anos.
 RENATO SARAIVA
FONTE: FOLHA DIRIGIDA