sábado, 15 de junho de 2013

O QUE VOCÊ PRECISAR SABER PARA ACOMPANHAR A COPA DAS CONFEDERAÇÕES.

Pra inaugurar a nova coluna do blog, nada melhor do que uma breve análise desse evento que para muitos é de grande importância, mas para a FIFA é um mero evento teste. Hoje (15) será dado o pontapé inicial deste torneio de seleções que tem como seu maior ganhador o tricampeão Brasil. Abaixo segue uma análise da ambição e do potencial de cada seleção:

BRASIL: A seleção brasileira só por sua tradição já intimida muitos adversários, mas ultimamente o que se vê em campo é totalmente o oposto, a seleção entra nesta Copa das Confederações tentando uma afirmação, pois uma série de maus resultados trouxe muita desconfiança por parte da torcida. Outro fator chave é como o Brasil vai se postar jogando um torneio oficial em seus domínios, algo que não acontece desde a Copa de 1950, em que todos já sabemos o final. Agora é esperar pra ver, o Brasil historicamente tem tudo pra passar ao lado da Itália, mas como futebol hoje em dia não existe mais "besta", o bom é esperar. Lembrando que nossas esperanças estão depositadas na "super estrela" Neymar Jr.

Japão: O pessoal da terra do Sol nascente já deixou de ser um saco de pancada no futebol faz tempo, e mais uma vez quer atrapalhar a vida dos "grandes". Tem na sua forte aplicação tática, disciplina e velocidade o seus trunfos. "Abram o olho" com o bom atacante Honda zagueirada !!

México: INCÓGNITA, essa é a seleção mexicana, capaz de grandes feitos como por exemplo, ser campeã em cima do Brasil da própria Copa das Confederações em 1999 e nas olimpíadas de 2012, a seleção vem mal das pernas, mas merece o respeito. Olho no habilidoso meia Giovani dos Santos !

ITÁLIA: Pra muitos, uma das favoritas ao título, tetracampeã mundial merece e muito o respeito. Merece grande destaque por sua aplicação defensiva e entrosamento da defesa e meio-campo de seis jogadores da campeã Juventus e a boa dupla de ataque formada por Balotelli e El Shaarawy ! Lembrando que as fracas campanhas da Itália nas fases de grupos não devem ser levadas em conta, porque sempre passam de fase se arrastando e quando menos esperamos estão eles na final.

ESPANHA: Quase uma unanimidade como favorita em tudo que disputa, a Espanha entra nessa Copa pra bater recordes, querendo ser a 3ª seleção a conseguir ganhar seguidamente um torneio Continental, Inter-Continental e Mundial, e se conseguir ganhar a Copa das Confederações, ser campeã mundial, algo em que nenhuma seleção conseguiu. Ponto forte da seleção são suas estrelas e o conjunto.

Uruguai: Historicamente uma das maiores, bicampeã mundial, maior ganhadora da Copa América (atual ganhador) e diversas vezes campeã olímpica, esta é a celeste. Vai estrear em meio a desconfiança, mas provavelmente passará de fase. Destaque para o trio Forlán-Cavani-Suárez e com a forte marcação.
Nigéria: Toda vez que uma seleção africana está na disputa você tem pelo menos uma certeza: correria, preparo físico e garra eles terão de sobra. Atenção com o bom meia-atacante do Chelsea Moses.


Taiti:Como os próprios jogadores se definiram: "Sabemos que iremos perder da Espanha, do Uruguai e da Nigéria, estamos indo pra representar nosso país e trazer de recordação essa experiência." Então, não esperem uma zebra de uma seleção que apenas um atleta é profissional.
ESSA FOI A ANÁLISE, ATÉ A PRÓXIMA !